Ostomizados de Friburgo precisam de ajuda.

 

 

 

 

:| CINTA PARA BOLSA COLETORA |:

 

 

A idéia para o desenvolvimento desse acessório que chamamos de "cinta para bolsa coletora", nasceu em um ambulatório de estomaterapia. Lá, uma senhora de aparência angelical sentou-se ao lado do autor desse tutorial e lhe perguntou:

 

- O que o incomoda tanto?

 

O autor respondeu: - A minha bolsa. Ela fica o tempo todo balançando no meu abdômen.

 

Com um olhar amistoso, levantando a blusa e abaixando ligeiramente a saia, ela lhe disse:

 

- Veja! Para resolver esse problema, eu uso uma calça de cintura alta e a coloco sobre a minha bolsinha.

 

Pronto! Isso era tudo que o autor precisava para começar o desenvolvimento desse acessório e para responder a pergunta que segue.

 

Como evitar que a bolsa coletora fique balançando no nosso abdômen, nos passando aquela sensação desagradável que vai se soltar a qualquer momento?

 

Infelizmente, a solução desse problema não pode ser igual para todos. Ela depende da posição do estoma de cada um de nós. O acessório que será apresentado aqui, contempla apenas os ostomizados que tenham seus estomas localizados na linha da cintura ou um pouco abaixo dela.

 

 

cinta para bolsa coletora
Fig.1 - Cinta

Essa cinta, depois de pronta, se apresenta como na figura ao lado. Ela evita que a bolsa coletora fique balançando sob a roupa e a mantem encostada no abdômen. Isso reduz, sensívelmente, a tendência das placas de girar perpendicularmente ao eixo do estoma, o que força o descolamento da sua parte superior, etc.

 

 

Esse acessório vem sendo aprimorado pelo autor dessa página a cerca de 5 anos. Ele lhe tem facilitado toda a sorte de movimentos e, por conta disso, tornou-se peça insubstituível no seu cotidiano. Resumindo, não dá para viver sem ela!

 

 

A seguir serão apresentadas as instruções básicas, passo a passo, para construção de cintas para bolsas coletoras de fezes ou urina.

 

 

1 - Materiais.

 

 

Primeiramente, precisamos nos preocupar com o tecido que será usado na confecção da cinta. No nosso caso, optamos por usar um tecido conhecido como "meia malha", na cor branca.

 

Esse tipo de tecido foi escolhido por ser macio e apresentar a elasticidade de que precisamos. A cor branca facilita as inspeções da bolsa e mantem todo o conjunto com uma apresentação agradável.

 

Além da cinta, para os homens, é sugerida a utilização de uma "cueca" que servirá para evitar o contato da parte traseira da bolsa com a pele do abdômen.

 

Essa última providência elimina qualquer problema provocado pelo suor gerado no contato da pele com o plástico da bolsa. Também, evita o uso de paninhos, toalhinhas, etc.

 

 

2 - O molde.

 

 

O próximo passo é confeccionarmos um molde que, no nosso caso, se assemelha ao de uma calça feminina de cintura alta.

 

 

O molde da cinta
Fig.2 - Molde

A nossa sugestão é que se procure um profissional na área de costura para que, de posse de suas medidas, seja possível desenvolver um molde semelhante ao da Fig.2.

 

 

Detalhe da costura frontal da cinta
Fig.3 - A costura

A frente da cinta pode ser inteiriça. Contudo, notamos que as frentes com costuras laterais, conforme o detalhe ao lado, oferecem a possibilidade de se construir um bojo maior para o ajustamento das bolsas quando cheias.

 

 

3 - O detalhe do conjunto.

 

 

Veremos a seguir a maneira como se usa o conjunto cinta e cueca.

 

 

A cueca branca se mostra mais higiênica
Fig.4 - A cueca

A cueca deve ser do tipo "cintura baixa", de tal forma que seu elástico fique abaixo da bolsa coletora. Isso evita o contato da bolsa com a pele. Notou-se, que o elástico da cueca sobre a parte inferior da placa, aumenta a sua fixação.

 

 

A cinta com a cueca
Fig.5 - Cinta e cueca

Na Fig.5 mostramos a cinta, ligeiramente abaixada, para que esse conjunto fique melhor entendido.

 

 

4 - Colocando a cinta.

 

 

A altura da cintura é um ponto crítico dessa cinta e deve sempre estar acima do conjunto placa e bolsa coletora.

 

 

A frente da cinta
Fig.6 -  A frente

A "linha da cintura" dessa peça não deve se aproximar da parte superior das placas adesivas. Notamos que as cintas de cintura baixa, quando arriadas, podem favorecer o descolamento dessa parte das placas.

 

 

Cinta de perfil
Fig.7 - Cinta de perfil

O volume no abdômen só é visível, nessa imagem, por que a cinta deve ser ajustada de forma a garantir que a bolsa fique o mais junto possível do corpo.

 

 

5 - Usando um short.

 

 

O ponto crítico dessa cinta é a altura da cintura que deve estar sempre acima do conjunto placa e bolsa coletora.

 

 

O short de frente
Fig.8 - Short frente

É mais seguro se usar os shorts e assemelhados, sempre com suas cinturas na mesma linha da cintura das cintas ou um pouco abaixo dessas.

 

 

O short de perfil
Fig.9 - Short de perfil

Note que, ao contrário da Fig.7, o volume da bolsa não é mais visível. Isso, só é possível ajustando a cinta como sugerido acima.

 

 

Short com cueca
Fig.10 - Short com cueca

Os shorts, com cueca interna, podem proporcionar aos ostomizados um conforto adicional. Elas ajudam a sustentar o peso da bolsa.

 

 

6 - Conclusão.

 

 

Essa cinta, no caso das mulheres, pode ser usada com um outro acessório que substitua a cueca sugerida para os homens. Além das vantagens descritas acima, ela torna a bolsa coletora imperceptível aos olhos dos não ostomizados.

 

Para os ostomizados que tem suas bolsas muito acima da linha da cintura, uma das soluções seria o uso de um acessório semelhante a um cinto de malha, imitando o conhecido "soutien sem alça".

 

O uso desse acessório para ajudar a sustentar o peso da bolsas, só reafirma a nossa opinião de que estamos muito longe das soluções que só a altas tecnologias poderão nos oferecer.

 

Isso não nos impede que continuemos nessa busca. Se o leitor tiver uma solução melhor, compartilhe-a conosco. Teremos o máximo prazer em divulgá-la.

 

 

 

Google

Pesquisa personalizada


O Portal Ostomizados é produzido por Engº Spencer Ferreira, portador da Doença de Crohn e da condição definitiva de ileostomizado.
Licença Creative Commons
Esse conteúdo é licenciado sob uma Licença Creative Commons - Atribuição Não Comercial - Compartilhamento pela mesma licença 3.0 - Não Adaptada.
Autorizações adicionais podem ser obtidas em faleconosco@ostomizados.com.
***Site criado em janeiro de 2007***
*Política de Privacidade*