Ostomizados de Friburgo precisam de ajuda.

 

 

Continuação...

 

 

:| ASPECTOS CONSTRUTIVOS |:

 

 

Primeiramente, é necessário que se avalie o espaço disponível para a construção, considerando-se as peças (vasos, pias, banheiras, box e etc.) que se pretende instalar. Isso pode ser feito desenhando-se uma simples planta em escala e colocando sobre ela as peças a serem instaladas (veja figura 1). Se isso não for possível, no próprio local, imagine a posição das peças e com um metro risque no chão o local onde você pretende colocá-las. Pronto! Esse procedimento nos ajuda a organizar o espaço e as nossas reais possibilidades quanto a construção.

 

Levantadas as paredes, chegou a hora de pensarmos nas instalações hidráulicas que são os canos, pontos d’água etc, que temos que deixar prontos antes do reboco. Essa fase é uma das mais importantes da construção, principalmente, em se tratando da fixação do vaso infantil. A distância entre ele e a parede, geralmente, é pequena para a nossa instalação, cerca de 6 a 8 cm. Isso exige uma certa precisão na colocação do cano de saída da descarga. O joelho dessa saída tem que ficar na mesma altura da entrada de água do vaso, conforme figura 7.

 

Com relação a altura da válvula de descarga, recomendamos que se fique de pé diante da parede onde ela será colocada e se marque a altura para o botão que melhor convier ao usuário. A nossa ficou acerca de 1,40 m do piso e nos atende muito bem.


Feito isso, conclua a parte relativa as instalações hidraúlicas, sem esquecer das instalações elétricas. Nós colocamos uma lâmpada no teto sobre a instalação e no seu interruptor colocamos uma tomada. A luz ajuda muito na hora de nossa higiene!

 

A seguir estaremos apresentando a figura que nos ajuda a entender melhor o que aqui apresentamos.

 

 


Detalhes da instalação

 

 

 

Nesse ponto, as paredes e as instalações já devem estar prontas para darmos prosseguimento a contrução.

 

A fixação do vaso sanitário (infantil) sobre a base de alvenaria se faz da mesma forma que as fixações realizadas sobre os pisos dos banheiros tradicionais. A diferença fica por conta da base de alvenaria, que tem em seu interior um tubo de esgoto de diâmetro igual a 100 mm, saindo do joelho colocado no piso e vai até o topo dessa base, conforme nos mostra a figura 8.

 

 

 

Detalhes da altura da instalação



ESQUEMA BÁSICO

 

 

 

 

Google

Pesquisa personalizada


O Portal Ostomizados é produzido por Engº Spencer Ferreira, portador da Doença de Crohn e da condição definitiva de ileostomizado.
Licença Creative Commons
Esse conteúdo é licenciado sob uma Licença Creative Commons - Atribuição Não Comercial - Compartilhamento pela mesma licença 3.0 - Não Adaptada.
Autorizações adicionais podem ser obtidas em faleconosco@ostomizados.com.
***Site criado em janeiro de 2007***
*Política de Privacidade*